Memorial

Cristal

Poodle

12/10/2002 • 27/03/2014

 

Muitas alegrias você nos trouxe ao longo desses 12 anos em que esteve conosco, vamos lembrar sempre das suas peraltices, dos seus latidos de saudades quando chegávamos em casa depois de um tempinho longe de você.
Só temos a agradecer, pelos bons momentos que nos proporcionou ao longo desses anos
É muito triste a despedida, a saudade, mas saiba que onde quer que você esteja sempre estará em nossos corações em nossas lembranças.
Adeus Cristal.. Agora o céu ganhou mais uma estrelinha..que brilhará a cada anoitecer....Vá com Deus  amiguinha!!!
 
Sua família
 
 
 
Ps:Agradeço de coração a toda equipe do Kremakão pelo trabalho desempenhado, para com nossa amiguinha Cristal...

Milly

Cocker Spaniel

21/09/2002 • 14/10/2013

 

Depois de 11 anos juntos, essa princesinha nos deixou, fica em paz Milly, você não esta mais aqui fisicamente mais esta dentro de nossos corações para sempre.Um dia, a gente se encontra de novo. Agora você tem um jardim muito maior e bonito para brincar.

Lala

16/01/1999 • 05/10/2013

 

Tantos anos de convivência conosco e nos deixou...mas valeu apena tudo que passamos junto com você nesses 14 anos e 8 meses..Você foi guerreira até o último momento de sua vida....Estamos sentindo muito a sua falta.....E você vai estar sempre em nossos corações....

"Saudades Eternas Lalinha fique em paz".

Miraleise

02/03/2009 • 20/09/2013

 

Mira, meu anjo, você foi morar no céu...

Mas nem o infinito pode ser maior do que as alegrias que você me deu!

Ainda está difícil de entender...como se foi assim, tão cedo?

Quando chegou em casa pensávamos que era um menino! Mas após o primeiro exame veio a notícia de que você  era uma garotinha.

Seu nome “Miraleise” veio de uma reportagem que estava passando na TV, que falava de uma arma com mira a laser....pronto! Resolvemos te batizar assim! Todos estranhavam o nome daquela coelhinha linda, branquinha, com olhos bem azuis! 

Você sempre teve das suas manias...Primeiro tinha olhos azuis ao invés de olhos vermelhos como os outros coelhinhos.  Depois descobrimos que não gostava de cenoura.  Mas em compensação não ficava sem couve ou banana, seus pratos favoritos. Tomava banho na pet shop e voltava mais branquinha e perfumada que nunca, sempre com coleirinha de florzinhas ou de laços!

A gente tinha uma cumplicidade difícil de explicar, como eu entender o que você queria só pelo jeito que me olhava...ou quando vinha perto de mim ao perceber que eu estava triste.

Dei a você todo o carinho do mundo, e recebi mais que o dobro de volta.

Com tantos anos de companheirismo, porque eu não estava aqui quando você mais precisou de mim? Por que eu tinha que estar tão longe a trabalho? Por que  quando eu consegui chegar já era tarde demais?  Queria ter te ajudado, te pegado no colo, cuidado de você como fiz tantas vezes!

Minha Mira....A dor da perda é tão grande! Ao menos se eu tivesse conseguido salvar seus filhotinhos!

Entenda, minha linda, que cremar seu corpinho foi o jeito que eu tive de te trazer de volta pra casa, pra ficar de novo aqui comigo, pra eu poder cuidar do que restou de você, pra não te perder de vez.... 

Quando chego em casa ainda te procuro...pra depois lembrar que não vai vir mais pulando me cumprimentar.

Vou lembrar sempre de seus olhinhos azuis, de ter você dormindo ao meu lado todas as noites, de fazer cócegas na sua barriga e cafuné na cabecinha.

Mas eu tenho fé e acredito que um amor assim não acaba. Deus, em sua misericórdia, um dia vai nos permitir viver juntas de novo...só que aí será para sempre.

Amo você, meu anjinho! Posto aqui sua última foto.

Obrigada por tudo que fez por mim...

Saudades da sua Tata!

Thula

Poodle

 

SAUDADE E AMOR.
 
ANTE OS QUE PARTIRAM, PRECEDENDO-TE NA GRANDE MUDANÇA, NÃO PERMITAS QUE A SAUDADE E O DESESPERO TE ASOMBRE O CORAÇÃO. ELES NÃO MORRERAM. ESTÃO VIVOS.
PENSA NELES COM SAUDADE CONVERTIDA EM ORAÇÃO. QUANTO PUDERES, REALIZA POR ELES AS TAREFAS EM QUE ESTIMARIAM PROSSEGUIR E TE-LOS-AS CONTIGO POR INFATIGÁVEIS ZELADORES DE TEUS DIAS. SE MUITOS DELES SÃO TEU REFÚGIO E INSPIRAÇÃO NAS ATIVIDADES A QUE TE PRENDES NO MUNDO, PARA MUITOS OUTROS DELES ÉS O APOIO E O INCENTIVO PARA A ELEVAÇÃO QUE SE LHES FAZ NECESSÁRIA.
QUANDO TE DISPONHAS A BUSCAR OS ENTES QUERIDOS DOMICILIADOS NO MAIS ALÉM, NÃO TE DETENHAS NA TERRA QUE LHES RESGUARDA AS ÚLTIMAS RELÍQUIAS DA EXPERIÊNCIA NO PLANO MATERIAL...
CONTEMPLA OS CÉUS EM QUE MUNDOS INUMERÁVEIS NOS FALAM DA UNIÃO SEM ADEUS E OUVIRÁS A VOZ DELES NO PRÓPRIO CORAÇÃO, A DIZER-TE QUE NÃO CAMINHARAM NA DIREÇÃO DA NOITE MAS SIM AO ENCONTRO DE NOVO DESPERTAR.
 
EMMANUEL, RECEBIDA PELO MÉDIUM FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER

Jade

Schnauzer

21/06/2001 • 12/08/2013

 

Cada vez que um dos nossos cachorros parte, um pedaço de nossos corações com ele se vai.

Agora partiu nossa querida Jade.

Que Deus permita que em  cada um desses espaços vazios, sejamos abençoados com o entendimento do real ensinamento de pureza, humildade e lealdade de suas passagens por nossas vidas  e assim possamos nos  tornar tão generosos e cheio de amor como eles.

Adeus querida Jade...

Sempre te amaremos!

Mel

02/08/2013

 

É filha, chegou a sua hora de me deixar, o vazio que tá aqui dentro é imenso! Doí pensar que vou chegar em casa e você não estará por lá, mas Deus já preparou um lugar lindo para você ficar! O que me conforta é que um dia iremos nos encontrar, para matar essa saudade que já aperta. Obrigada por ser minha, obrigada por esses 11 anos de todo amor e carinho que você nos deixou. Tomar essa decisão não foi fácil, mas é para o seu bem! Vai com Deus meu amor, e até um dia! Eu te amo.

 

Ravel

Schnauzer

16/07/1997 • 11/04/2013

 

O amor verdadeiro é um sentimento tão profundo que nem o tempo consegue apagar as lembranças.

Há 15 anos atrás estava trabalhando, quando ouvi ao longe um cachorrinho chorando. Ainda me lembro com imagens nítidas na memória a primeira vez que vi a Ravel, presa em um banheiro frio e solitário na empresa em que eu trabalhava.

Meu chefe havia comprado aquela cachorrinha, mas iria deixá-la na empresa até que a mesma ficasse maiorzinha e parasse de chorar tanto. Fiquei com o coração partido e pedi para levá-la para casa até que a mesma crescesse um pouco. Ele permitiu, afinal de contas não queria ninguém chorando ou fazendo as travessuras que um cão bebê costuma fazer.

Evidentemente o tempo passou, e o momento da devolução chegou (mais rápido do que eu esperava). Nessa época, nossos laços de amor e amizade já eram imensuráveis e é claro, ficou impossível devolvê-la.  Fizemos um acordo e eu a comprei do meu chefe.

De uma índole maravilhosa, Ravel foi uma cachorra adorável, uma verdadeira “lady”. Delicada e forte ao mesmo tempo, passou  por  tempos bons e ruins , sempre com muita dignidade.

Nesse finalzinho de vida, eu, minha mãe e meu filho nos revezávamos para darmos a ela o melhor. E com certeza demos o melhor!

Seu último suspiro foi as 04h00min hs da madrugada do dia 11 de abril de 2013 . A dor e a saudade que ficam é algo difícil de descrever. Entretanto como acredito numa força maior e soberana e na existência de um plano superior, tenho certeza que agora ela está bem e que um dia nos encontraremos novamente. 

MINHA QUERIDA RAVEL, AGRADEÇO A DEUS POR TER TIDO O PRIVILÉGIO DE  SUA COMPANHIA POR TANTOS ANOS .  MEU AMOR E MINHA SAUDADE SERÃOS ETERNOS DURANTE ESSA VIDA!

123456